Cadernos Escolares: marcas de um tempo de aulas de matemática

Mercedes Carvalho, Edna Cristina do Prado, Girlayne Brown dos Santos Nascimento

Resumo


Este artigo trata da análise de dois cadernos de matemática de um aluno da segunda série do 1º Grau, época em que vigorava a Lei de Diretrizes e Bases 5692/71, a fim de observar os saberes matemáticos ensinados. Esses cadernos estão no Repositório Digital da Universidade Federal de Santa Catarina e compõem a pesquisa “A constituição dos saberes elementares matemáticos: a Aritmética, a Geometria e o Desenho no Curso Primário em Perspectiva Histórico-Comparativa, 1890-1970”, do Grupo de Pesquisa de História do Ensino da Matemática (GHEMAT). As análises dos cadernos estão pautadas nos estudos de Mignot (2010), Hébrard (2001), Chartier (2007), Pinto (2010) e sinalizaram para os pressupostos da Matemática Moderna que na época orientava o ensino de matemática nas séries iniciais do 1º Grau. As atividades nos dois cadernos são muito parecidas sinalizando para a repetição de um mesmo exercício, pois assim o aluno aprenderia e se sairia bem nas avaliações.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


REMATEC 2006-2019. Site desenvolvido por Stanley de Oliveira (stanleyufrn@gmail.com).