Comissão Permanente das Feiras de Matemática: um espaço colaborativo de formação de professores

Fatima Peres Zago de Oliveira, Paula Andrea Grawieski Civiero

Resumo

Este artigo apresenta uma análise reflexiva a respeito da formação de professores nas Feiras de Matemática. O objetivofoi investigar as contribuições da Comissão Permanente das Feiras de Matemática – CPFM para a formação continuada de professores e seu aporte para a manutenção dos princípios norteadores das Feiras de Matemática.A coleta de dados deu-se por meio da aplicação de questionário com questões abertas aos membros da CPFM Nacional e Catarinense. A análise permitiu evidenciar que essa Comissão dissemina os princípios do evento aliados à sua manutenção. Ao considerar as categorias Reducionista e Ampliada, os resultados mostraram que a maior parte dos membros da CPFM apresenta uma epistemologia crítica com relação aos princípios das Feiras de Matemática e à formação de professores como processo de reflexão e humanização do conhecimento matemático.Este artigo apresenta uma análise reflexiva a respeito da formação de professores nas Feiras de Matemática. O objetivofoi investigar as contribuições da Comissão Permanente das Feiras de Matemática – CPFM para a formação continuada de professores e seu aporte para a manutenção dos princípios norteadores das Feiras de Matemática.A coleta de dados deu-se por meio da aplicação de questionário com questões abertas aos membros da CPFM Nacional e Catarinense. A análise permitiu evidenciar que essa Comissão dissemina os princípios do evento aliados à sua manutenção. Ao considerar as categorias Reducionista e Ampliada, os resultados mostraram que a maior parte dos membros da CPFM apresenta uma epistemologia crítica com relação aos princípios das Feiras de Matemática e à formação de professores como processo de reflexão e humanização do conhecimento matemático.

Texto completo:

PDF

Referências

ABREU, M. A. M. As Feiras de Matemática: compromisso político pedagógico do Educador Matemático. Educação Matemática. Revista Catarinense de Educação Matemática. SBEM/SC, ano 1, n. 1, p. 18-19, 1996.

ALMEIDA, M. E. B. O conviver e o aprender em uma formação de professores contextualizada. Projeto Práxis – Rede Telemática para Formação de Educadores: Implantação da Informática na educação e de mudanças nas escolas de países da América Latina, 2000. Disponível em: . Acesso em: 01 mai. 2016.

ANDRADE FILHO, Bazilicio Manoel de; CARDOSO, MarleideCoan; LINO, Andréia Custódio. Gestão de uma Feira de Matemática: perspectivas e desafios. In: VI Seminário Nacional de Avaliação e Gestão das Feiras de, 6, 2017, Camboriú. Anais eletrônicos... IFC: Camboriú, 2017. p. 207 - 214. Disponível em: . Acesso em: 20 Dez. 2018.

ARAÚJO, I. H. T. F. de; PIMENTEL, L. A. Laboratório pedagógico de Matemática da Educação Básica: A Feira de Matemática como ele entre a Universidade e a Escola Pública. In: VI Seminário Nacional de Avaliação e Gestão das Feiras de Matemática, 6, 2017, Camboriú. Anais eletrônicos... IFC: Camboriú, 2017. p. 11- 19. Disponível em: < http://www.sbembrasil.org.br/feiradematematica/anais.html>. Acesso em: 20 Dez. 2018.

AULER, D.; DELIZOICOV, D. Alfabetização científico-tecnológica para quê? Ensaio, v.3. n.1. jun. 2001. p. 1-13.

AVI, E. B. et al. Feira de Matemática no Rio Grande do Sul: perspectivas e desafios. In: VI Seminário Nacional de Avaliação e Gestão das Feiras de Matemática, 6, 2017, Camboriú. Anais eletrônicos... IFC: Camboriú, 2017. p. 142 - 147. Disponível em: < http://www.sbembrasil.org.br/feiradematematica/anais.html>. Acesso em: 20 Dez. 2018.

BAZZO, W. A.; PEREIRA, L. T. V.; VON LINSINGEN, I. Educação Tecnológica: enfoques para o ensino de engenharia. 2. ed. ver. e ampl. Florianópolis: Ed. da UFSC, 2008.

BIEMBENGUT, M. S.; ZERMIANI, V. J. Feiras de Matemática: história das ideias e ideias da história. Blumenau: Lagere/Nova Letra, 2014.

BODGAN, R. C.; BIKLEN, S. K. Investigação qualitativa em educação. Tradução de ALVAREZ, M. J; SANTOS, S. B.; BAPTISTA, T. M. Porto: Porto Editora LDA, 1994.

BREUCKMANN, H.J. Avaliação de trabalhos: uma longa caminhada.Revista Catarinense de Educação Matemática. SBEM/SC, ano 1, n. 1, p. 25-28, 1996.

CHAPLIN, C. O discurso final de “o grande ditador”. 1940. Disponível em Acesso em 09/04/2019.

CIVIERO, P.A.G. Educação Matemática Crítica e as implicações sociais da Ciência e da Tecnologia no Processo Civilizatório Contemporâneo: embates para Formação de Professores de Matemática. 2016. 382 f. Tese (Doutorado) – Programa de Pós-Graduação em Educação Científica e Tecnológica, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2016. Disponível em: .

CIVIERO, P. A. G.; OLIVEIRA, F. P .Z de.; PIEHOWIAK, R. Comissão Permanente das Feiras de Matemática. Boletim da SBEM. N. 53, p. 10- 13, jun. 2016.

D'AMBRÓSIO, Ubiratan. Educação Matemática: da teoria à prática. – Campinas, SP: Papirus, 21 ed, 2010. (Coleção Perspectivas em Educação Matemática).

DEMO, P. Educar pela Pesquisa. 9. ed. Revista. Campinas, SP: Autores Associados, 2011. (Coleção educação contemporânea)

FILAGRANA, M. ; OLIVEIRA, F. P. Z. . Gestão em Feiras de Matemática. In: V Seminário Nacional de Avaliação e Gestão das Feiras de Matemática, 2013, Rio do Sul. Anais..., Rio do Sul: IFC, 2013.

FIORENTINI, D. Pesquisar práticas colaborativas ou pesquisar colaborativamente? In: BORBA, M. C.; ARAÚJO, J.L.(org) Pesquisa Qualitativa em Educação Matemática. 5 ed. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2013. p. 53-85.

FLORIANI, J. V. Feira de Matemática: Integração entre os graus de ensino. Revista Catarinense de Educação Matemática. SBEM/SC, ano 1, n. 1, p. 18-19, 1996.

FREIRE, P.; BETO, F. Essa escola chamada vida. Depoimentos ao repórter Ricardo Kotscho. 3. ed. São Paulo: Ática, 1986.

FRONZA, K. R. K. Repercussões sociais decorrentes do avanço científico e tecnológico: manifestações curriculares resultantes da intervenção docente. 2016. 455 f. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Educação Científica e Tecnológica. Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2016. Disponível em: .

GAUER, A.J.; FREITAG, A. F.K.; OLIVEIRA, F.P.A.; BILHAN, J. C..Organização das Feiras de Matemática: perspectivas e problemas. In: II Seminário de Avaliação das Feiras Catarinenses de Matemática, 2002, Brusque. Anais..., Blumenau: Edifurb, 2002. p. 149-155.

GIROUX, H. A. Professores com intelectuais: rumo a uma pedagogia crítica da aprendizagem. Trad. Daniel Bueno. Porto Alegre: Artes Médicas, 1997.

GUERRA, L. L.; OLIVEIRA, F.P.Z.; ARAÚJO, I.T.D.; PIEHOWIACK, R. Formação de professores orientadores a partir da participação no processo de avaliação de trabalhos em Feiras de Matemática. In: Seminário Nacional de Avaliação e Gestão das Feiras de Matemática, 6, 2017, Camboriú. Anais eletrônicos... IFC: Camboriú, 2017. Disponível em: < http://www.sbembrasil.org.br/feiradematematica/anais.html>. Acesso em: 20 Dez. 2018.

LÜDKE, M.; ANDRE, M.E.D.A. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo: EPU, 2012. 99 p. (Temas básicos de educação e ensino).

MELO, M. M. R.; SIEWERT, K. H.; GUTTSCHOW, G. G. Formação docente para as Feiras de Matemática: atividades de um projeto de extensão. Revista Conexão UEPG, v. 14, n.1, p. 114-121, jan.-abr. 2018.

MINAYO, M.C.S. (Org.). Pesquisa Social teoria, método e criatividade. São Paulo: Ed. Vozes, 2012.

MORAES, R.; GALIAZZI, M. C. Análise Textual Discursiva: processo constitutivo de múltiplas faces. Ciência & Educação, São Paulo, v.12, n.1, p. 117-128, abr. 2006.

MORAES, R. Análise Textual Discursiva. 2. ed. Ijuí: Editora Unijuí, 2016.

MORAES, R.; GALIAZZI, M. do C. Análise Textual Discursiva. Ijuí: UNIJUÍ, 2007.

OLIVEIRA, F. P. Z. de.; CIVIERO, P. A. G.; GUERRA, L. L. Avaliação nas Feiras de Matemática como Processo de Formação de Professores. Submetido e em avaliação. 2019. (No prelo).

OLIVEIRA, F. P. Z.; CIVIERO, P. A. G.; POSSAMAI, J.P.. O trabalho colaborativo da Comissão Permanente das Feiras de Matemática: Cenários, Bastidores e Formação de Professores. Educação Matemática em Revista, n. 62, Ano 24, p. 125-139, 2019.

OLIVEIRA, F. P. Z. et al. Gestão em Feiras de Matemática: participativa e colaborativa. In: V Seminário de Avaliação das Feiras Catarinenses de Matemática, 5., 2013, Rio do Sul. Anais... Rio do Sul: IFC, 2013.

OLIVEIRA, F.P.Z. de; SANTOS, A. F. dos. Gestão colaborativa das Feiras de Matemática. In: VI Seminário Nacional de Avaliação e Gestão das Feiras de Matemática, 6, 2017, Camboriú. Anais eletrônicos... IFC: Camboriú, 2017. p. 266 - 277. Disponível em: < http://www.sbembrasil.org.br/feiradematematica/anais.html>. Acesso em: 20 Dez. 2018.

OLIVEIRA, F.P.Z. de. et al. Gestão em Feiras de Matemática: Participativa e Cooperativa. In: V Seminário Nacional de Avaliação e Gestão das Feiras de Matemática, 2013, Rio do Sul. Anais .... Rio do Sul: IFC, 2013.

OLIVEIRA, F.P.Z.; PIEHOWIACK, R., ZANDAVALLI, C. Gestão das Feiras de Matemática: em movimento e em rede. In: HOELLER, Solange Aparecida de Oliveira et al (Orgs). Feiras de matemática: percursos, reflexões e compromisso social. Blumenau/IFC, 2015.

OLIVEIRA, F. P. Z.; SANTOS, A. F. dos. Gestão Colaborativa das Feiras de Matemática. In: Seminário Nacional de Avaliação e Gestão das Feiras de Matemática, 6, 2017, Camboriú. Anais eletrônicos... IFC: Camboriú, 2017. Disponível em: < http://www.sbembrasil.org.br/feiradematematica/anais.html>. Acesso em: 20 Dez. 2018.

SANTANA, C. A. M. de. Formação de Professores de Matemática: cartografando práticas pedagógicas da Educação Básica. In: VI Seminário Nacional de Avaliação e Gestão das Feiras de Matemática, 6, 2017, Camboriú. Anais eletrônicos... IFC: Camboriú, 2017. p. 47 - 55. Disponível em: < http://www.sbembrasil.org.br/feiradematematica/anais.html>. Acesso em: 20 Dez. 2018.

SANTOS, A. F. A Feira de Matemática no Estado da Bahia: Espaço para a formação continuada de professores. In: Congresso Internacional de Ensino de Matemática, 7, 2017, Canoas/RS. Anais... Canoas: Ulbra, 2017.

SANTOS, A. F.; ANGELIM, J.A.S. História das Feiras de Matemática na Bahia: Contribuições para a formação continuada do professor que ensina Matemática. In: Congresso Ibero-Americano de História da Educação Matemática – CIHEM, 3, 2015, Belém. Anais... Belém: SBHMat, 2016a. p. 1330-1348.

SANTOS, A. F.; ANGELIM, J.A.S. As Feiras de Matemática na Bahia enquanto espaço de formação continuada para Professores que ensinam Matemática na Educação Básica. In: Encontro Nacional de Educação Matemática – ENEM, 12, 2016, São Paulo. Anais... São Paulo: SBEM, 2016b.

SERAFIM, L. Das Feiras de Matemática para a sala de aula, um experiência que deu certo. In: VI Seminário Nacional de Avaliação e Gestão das Feiras de Matemática, 6, 2017, Camboriú. Anais eletrônicos... IFC: Camboriú, 2017. p. 32 - 46. Disponível em: < http://www.sbembrasil.org.br/feiradematematica/anais.html>. Acesso em: 20 Dez. 2018.

SIEWERT, K. H. et al. Comitê Científico: trajetória de formação. In: VI Seminário Nacional de Avaliação e Gestão das Feiras de Matemática, 6, 2017, Camboriú. Anais eletrônicos... IFC: Camboriú, 2017. p. 215 - 224. Disponível em: < http://www.sbembrasil.org.br/feiradematematica/anais.html>. Acesso em: 20 Dez. 2018.

SILVA, F.A. Espaço de socialização de saberes e inovação curricular do professor de Matemática: a primeira Feira Estadual de Matemática do Acre. 2018. 125f. Dissertação. Universidade Federal do Acre, Centro de Ciências Biológicas e da Natureza – CCBN, Rio Branco, 2018.

SILVA. V.C. Narrativas de Professoras que ensinam Matemática na Região de Blumenau (SC): sobre as Feiras Catarinenses de Matemática e as práticas e concepções sobre ensino e aprendizagem de matemática. 2014. 321f. Tese (Doutorado) Faculdade de Ciências, Universidade Estadual Paulista, Bauru, 2014.

SILVA, V. C. da. Os reflexos das Feiras de Matemática nas Salas de Aula sob o olhar de professora orientadoras para este evento. In: HOELLER, Solange Aparecida de Oliveira et al (Orgs). Feiras de matemática:percursos, reflexões e compromisso social. Blumenau/IFC, 2015. p. 137 – 152.

SILVA, V. C.; GARNICA, A. V. M. Mostruário de Práticas: considerações sobre a formação e atuação de professores dos Anos Iniciais a partir das Feiras Catarinenses de Matemática. BOLEMA: Boletim de Educação Matemática (Online), v. 19, p. 909-935, 2015.

SKOVSMOSE, O. Desafios da reflexão em educação matemática crítica. Tradução: Orlando de Andrade Figueiredo, Jonei Cerqueira Barbosa. Campinas, SP: Papirus, 2008. (ColeçãoPerspectivasemEducação Matemática).

ZERMIANI, V. J.; B., H. Gestão e Organização de uma Feira de Matemática. 01. ed. Blumenau: Odorizzi, 2008. 76p.

ZERMIANI, V. J. Histórico da Feiras Catarinenses de Matemática. Revista Catarinense de Educação Matemática. SBEM/SC, ano 1, n. 1, p. 03 - 09, 1996.

ZERMIANI, V. J.; MÜLLER, I. Organização, estrutura e aspectos logísticos de inscrição e de avaliação das Feiras de Matemática. In: VI Seminário Nacional de Avaliação e Gestão das Feiras de Matemática, 6, 2017, Camboriú. Anais eletrônicos... IFC: Camboriú, 2017. p. 308 - 318. Disponível em: < http://www.sbembrasil.org.br/feiradematematica/anais.html>. Acesso em: 20 Dez. 2018

Apontamentos

  • Não há apontamentos.