Feiras de Matemática e Currículo: Primeiras Aproximações

Iza Helena Araújo, José Maria Soares Rodrigues

Resumo

Esta pesquisa tem como objeto de estudo a relação entre feiras de matemática e currículo no campo da educação matemática. Objetivou-se estabelecer relações entre as feiras de matemática e currículo e, por conseguinte, apresentar as feiras de matemática como um campo fértil para pesquisas sobre o currículo, mais especificamente, o currículo escolar.   Trata-se de uma investigação qualitativa, realizada na Escola Nossa Senhora do Rosário, localizada em Marituba-PA, região metropolitana de Belém, no período de março de 2017 a outubro de 2018. Os instrumentos de coleta de dados foram observação participante, anotações no diário de campo, resumos dos trabalhos inscritos na feira e entrevistas. De modo a analisar os dados obtidos, fez-se um levantamento de pesquisas sobre feiras de matemática e uma incursão nos conceitos relativos a currículo e desenvolvimento curricular. Os resultados apontam que as feiras de matemática têm uma relação intrínseca com o currículo, se constituindo como um campo fértil para pesquisas. Além disso as feiras de Matemática podem provocar interferências no currículo escolar.

Texto completo:

PDF

Referências

ARAÚJO, Iza H. T. F.; PIMENTEL, Lindomar A. Laboratório Pedagógico de Matemática da Educação Básica: a feira de matemática como elo entre a universidade e a escola pública. Anais do VI Seminário Nacional de Avaliação e Gestão das Feiras de Matemática, Camboriú-SC, 05-07jul, 2017, p. 11-19.

ARAÚJO, Iza H. T. F.; RODRIGUES, José M. S. Manuais escolares na formação de professores que ensinam matemática: o caso do tratamento da informação. Anais do XII Encontro Nacional de Educação Matemática, 13-16jul, São Paulo-SP, 2018, p. 1- 13.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: matemática. Brasília: MEC/SEF, 1997.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Disponível em http://basenacionalcomum.mec.gov.br/wp-content/uploads/2018/04/BNCC_19mar2018_versaofinal.pdf

BIEMBENGUT, Maria. S.; ZERMIANI, Vilmar. J. Feiras de Matemática: história das ideias e ideias da história. Blumenau: Legere/Nova Letra, 2014.

BOGDAN, Robert C. & BIKLEN, Sari K. Investigação qualitativa em educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Tradução de Maria J. Álvares, Sara B. dos Santos e Telmo M. Baptista. Portugal: Porto Editora, 1994. (Coleção Ciências da Educação, 12).

CIVIERO, Paula A. G.; POSSAMAI, Janaína P.; ANDRADE FILHO, Bazilício M. de. Avaliação nas feiras de matemática: processo de reflexão e cooperação. In: Feiras de matemática: percursos, reflexões e compromisso social. HOELLER, Solange A. de O. [et al.] (Organizadores). Blumenau: IFC, 2015. 163p.

GARNICA, Antonio Vicente Marafioti. Currículo como Campo Investigativo na Área de Educação Matemática - 3º Fórum Nacional sobre Currículos de Matemática. Youtube, 18 jun. 2015. Disponível em . Acesso em: 17 mar.18.

GONÇALVES, Etinete do N.; BORBA, Siomara. Elementos para o debate curricular contemporâneo: Richard Rorty e a contribuição do Neopragmatismo. Currículo sem Fronteiras, v. 9, p. 11-31, 2009. Disponível em: . Acesso em 10 abr. 2017.

GOODSON, Ivor F. A construção social do currículo. Lisboa, Portugal: EDUCA, 1997.

LOPES, Alice. C.; MACEDO, Elizabete. Teorias de Currículo. São Paulo: Cortez, 2011.

MOREIRA, Plínio. C.; DAVID, Maria. M. M. S. Matemática escolar, matemática científica, saber docente e formação de professores. Zetetike, v.11, n.19, pp. 57-80, 2003.

NACARATO, Adair Mendes; MENGALI, Brenda Leme da Silva; PASSOS, Carmem Lúcia B. A matemática nos anos iniciais do ensino fundamental: tecendo fios do ensinar e do aprender. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2009.

OCDE. Marcos teóricos de PISA 2003: la medida de los conocimientos y destrezas en matemáticas, lectura, ciencias y resolución de problemas / OCDE. — Madrid: Ministerio de Educación y Ciencia, Instituto Nacional de Evaluación y Calidad del Sistema Educativo, 2004.

OECD (2013), PISA 2012 Assessment and Analytical Framework: Mathematics, Reading, Science, Problem Solving and Financial Literacy, OECD Publishing.

PACHECO, José. A. Currículo: teoria e práxis. Porto: Porto Editora, 2001.

PACHECO, José. A. Estudos curriculares: para a compreensão crítica de educação. Porto: Porto Editora, 2005.

PACHECO, José A. Educação, formação e conhecimento. Porto: Porto Editora, 2014.

PEDRA, José Alberto. Currículo, conhecimento e suas representações. 6. ed. Campinas, SP: Papirus: 2002.

PINAR, William F. O que é a teoria do currículo? Porto: Porto Editora, 2007.

RIBEIRO, Âgela T.; ROSA, Waldene S. Teorema de Pitágoras e algumas de suas demonstrações. Anais da VI Feira Nacional de Matemática. Rio Branco-AC, 23-25mai, 2018.

PEDRA, José Alberto. Currículo, conhecimento e suas representações. 6. ed. Campinas, SP: Papirus: 2002.

SACRISTÁN, José Gimeno.; GÓMEZ, Ángel I. Perez. Compreender e transformar o ensino. 4. ed. Porto Alegre: Artmed, 1998.

SANTOS, Alayde F. dos. Feira de matemática na Bahia: contribuições para a educação matemática baiana. In: Feiras de matemática: percursos, reflexões e compromisso social. HOELLER, Solange Aparecida de Oliveira [et al.] (Organizadores). Blumenau: IFC, 2015. 163p.

SCHELLER, Morgana; GONÇALVES, Araceli. Do saber fazer ao saber dizer: reflexões a respeito da autoria e coautoria das produções em feiras de matemática. In: Feiras de matemática: percursos, reflexões e compromisso social. HOELLER, Solange Aparecida de Oliveira [et al.] (Organizadores). Blumenau: IFC, 2015. 163p.

SILVA, Viviane C. da. Narrativas de Professoras que Ensinam Matemática na Região de Blumenau (SC): sobre as Feiras Catarinenses de Matemáticas e as práticas e concepções sobre ensino e aprendizagem de matemática. 2014. 321 f. Tese (Doutorado em Educação para Ciência) - Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita”, Bauru.

VIEIRA, Sofia. Lerche. Políticas de formação em cenário de reforma. In: VEIGA, Ilma Passos de Alencastro., AMARAL, Ana Lúcia (Org.). Formação de professores: Políticas e debates. Campinas, SP: Papirus, 2002. p. 13-46 (Coleção Magistério: formação e trabalho pedagógico).

ZERMIANI, Vilmar. J. Feiras de matemática de Santa Catarina: relevância para a educação. Blumenau, SC: EdiFURB, 2003.

ZERMIANI, Vilmar. J.; BREUCKMANN, H. J. Gestão e Organização de uma feira de matemática. Blumenau: Odorizzi, 2008.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.