Avaliação dos trabalhos nas Feiras de Matemática: uma atividade colaborativa e processual

Viviane Silva, Janaína Poffo Possamai

Resumo

A Rede de Feiras de Matemática constitui-se em um movimento, criado em 1985, que tinha como objetivo principal socializar propostas pedagógicas de ensino de Matemática que apresentassem a sala de aula como um laboratório de aprendizagem científica e, que incluíssem todos os alunos e não apenas alguns mais propensos e entusiasmados por esta Ciência. No decorrer destas mais de três décadas a avaliação dos trabalhos apresentados nestas Feiras passou por inúmeras modificações, desde uma versão puramente classificatória até o modelo atual, uma versão mais colaborativa e processual, que busca analisar os projetos apresentados de forma a fornecer subsídios para continuidade e aprofundamento (se necessário) da prática pedagógica. Desta forma este artigo tem como objetivo apresentar o processo de avaliação nas Feiras de Matemática, a sua evolução em vários momentos nestas mais de três décadas e como ele se desenvolve hoje, mostrando como foi se construindo o seu caráter colaborativo e de que forma se busca, por meio das análises dos trabalhos apresentados, propiciar aos professores orientadores subsídios para continuação de sua prática pedagógica junto aos estudantes. Para isso utilizou-se de pesquisas bibliográficas e de documentos além do depoimento de professores que participaram das Feiras de Matemática. É possível observar que o processo de avaliação, nestes 35 anos de existência das Feiras de Matemática, já evoluiu consideravelmente, passando de quantitativa e classificatória para descritiva, colaborativa e de análise de processo.

Texto completo:

PDF

Referências

BIEMBENGUT, Maria Salett; ZERMIANI; Vilmar José. Feiras de Matemática: história das ideias e ideias da história. Blumenau: Legere/Nova Letra, 2014. 266 p.

CIVIERO, Paula Andrea Grawieski; POSSAMAI, Janaína Poffo; ANDRADE FILHO, Bazilício Manoel de. Avaliação nas Feiras de Matemática: processo de reflexão e cooperação. In: HOELLER, Solange Aparecida de Oliveira, et. al. (org.) Feiras de matemática: percursos, reflexões e compromisso social. Blumenau: IFC, 2015. p. 67-86. Disponível em: http://www.sbem.com.br/feiradematematica/feiras_de_matematica_percursoso_reflexoes_e_comprometimento_social.pdf. Acesso em: 01/03/2019.

DAMÁSIO, Ademir. Como avaliar um trabalho. In: ZERMIANI, Vilmar José (org.) II Seminário de Avaliação das Feiras Catarinenses de Matemática. 2. 2001. Anais... Blumenau: Odorizzi, 2002 p. 84-90. Disponível em: http://www.sbem.com.br/feiradematematica/II_seminario_de_avaliacoes_das_feiras_catarinenses_de_matematica.pdf. Acesso em: 01/03/2019.

GAUER, Ademar Jacob. Critérios de avaliação de trabalhos nas feiras de matemática: um olhar voltado para o processo. In: ZERMIANI, Vilmar José (Org.). Feiras de Matemática: um programa científico & social. Blumenau: Acadêmica, 2004. p. 27-84.

GUERRA, Lucas Leite; OLIVEIRA, Fátima Peres Zago de; ARAÚJO, Iris Tuty Dalcanale; PIEHOWIAK, Ruy. Formação de Professores Orientadores a partir da participação no processo de avaliação de trabalhos em Feiras de Matemática. In: GONÇALVES, Araceli (org.) III Seminário de Avaliação das Feiras Catarinenses de Matemática. 3. 2015. Anais..., Camboriú: IFC, 2015. p. 20-31. Disponível em: http://proxy.furb.br/soac/index.php/feirasMat/pub/paper/viewFile/3606942. Acesso em: 01/03/2019.

LUCKESI, Cipriano Carlos. Avaliação da Aprendizagem Escolar: estudos e proposições. 10 ed. São Paulo: Cortez, 2000. 180 p.

OLIVEIRA, Fátima Peres Zago de; DALLMAN, Maria Cristina Sborz. O processo de orientação de trabalhos para as feiras de matemática. In: ZERMIANI, Vilmar José (org.). Feiras de Matemática: um programa científico & social. Blumenau: Acadêmica, 2004. p. 85-104.

SILVA, Viviane Clotilde da. Narrativas de Professoras que ensinam Matemática na região de Blumenau (SC): sobre as Feiras Catarinenses de Matemática e as concepções e práticas sobre ensino e aprendizagem de Matemática. 2014. 321f. Tese (Doutorado) Faculdade de Ciências, Universidade Estadual Paulista, Bauru, 2014. Disponível em: https://repositorio.unesp.br/bitstream/handle/11449/111156/000794827.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em 10/03/2019.

SILVA, Viviane Clotilde da et al. Avaliação na e da Feira de Matemática. 2018. Módulo do Curso Nacional de Formação para Feiras de Matemática promovido pela SBEM. Disponível em: http://www.sbembrasil.org.br/feiradematematica/curso.html. Acesso em: 29 mar. 2018.

VAN DE WALLE, John A. Matemática no Ensino Fundamental: Formação de Professores e Aplicações em Sala de Aula. 6. ed. Porto Alegre: Artmed, 2009.

ZERMIANI, Vilmar José (org.) XV Feira Catarinense de Matemática. 15. 1999. Anais..., Blumenau: EDIFURB, 2000, 185 p. Disponível em: http://www.sbem.com.br/feiradematematica/IV_seminario_sobre_feiras_de_matematica.pdf. . Acesso em: 01/03/2019.

ZERMIANI, Vilmar José (org.) II Seminário de Avaliação das Feiras Catarinenses de Matemática. 2. 2002. Anais..., Blumenau: Edifurb, 2002. 156 p. Disponível em: http://www.sbem.com.br/feiradematematica/II_seminario_de_avaliacoes_das_feiras_catarinenses_de_matematica.pdf. Acesso em: 01/03/2019.

ZERMIANI, Vilmar José (org.) IV Seminário de Avaliação das Feiras Catarinenses de Matemática. 4. 2009. Anais..., Blumenau: Nova Letra, 2009. 253 p. Disponível em: http://www.sbem.com.br/feiradematematica/IV_seminario_de_avaliacoes_das_feiras_catarinenses_de_matematica.pdf. Acesso em: 01/03/2019.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.