(Re)existências para escolas outras

Palavras-chave: Resistência, Relações de Poder, Educação Matemática, Filosofia da Diferença.

Resumo

O presente artigo, busca trazer vozes que emergem numa escola indígena e não indígena de duas pesquisas em Educação Matemática a partir de lugares marginais, quais sejam: uma escola pública do interior do Estado de São Paulo, no Brasil e, uma escola pública numa comunidade indígena no Urabá antioquenho da Colômbia. A diversidade de cenários, configuradas em territorialidades diferentes, nos permitiram movimentar junto as teorias de Michel Foucault, Gilles Deleuze e as vozes dos sujeitos dessas pesquisas, discussões desde a escola e suas práticas e táticas de resistências. Deste modo, as vozes de revolta são apresentadas a partir de fragmentos de fala textualizados. Através de uma escrita rizomática, que do lado da informalidade, do inacabado, da deformação, abre e liberta, instiga e nos coloca no jogo do verdadeiro e do falso, abrindo margem para que linhas de fuga apareçam, produzindo outras escolas e escolas outras.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BOVO, Audria Alessandra. Abrindo a caixa preta da escola: uma discussão acerca da cultura escolar e da prática pedagógica do professor de matemática. 2011. 190 f. Tese (Doutorado em Educação Matemática) – Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista, Rio Claro, 2011.

CASTRO, Edgardo. Vocabulário de Foucault – um percurso pelos seus temas, conceitos e autores. Tradução de Ingrid Muller Xavier. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2009. 477 p.

DERRIDA, Jacques. Gramatologia. São Paulo: Ed. Perspectiva, 2004.

DERRIDA, Jacques. Decir el acontecimento, es possible?: seminário de Montreal, para Jacques Derrida. Tradução Julián Santos Guerrero. Madrid: Arena Libros, 2006.

DERRIDA, Jacques. Uma certa possibilidade impossível de dizer o acontecimento/Une certaine possibilité impossible de dire l’événement. Trad. EYBEN, P. Em Revista Cerrados, 2012. Disponível em: http://periodicos.unb.br/index.php/cerrados/article/view/8242/6240

DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Félix. Introdução: rizoma. In: DELEUZE, Gilles e GUATTARI, Félix. Mil Platôs: Capitalismo e esquizofrenia. Vol 1. São Paulo: Ed.34, 1995.

DELEUZE, Gilles. Foucault. 8 ed. Tradução de Claudia Sant’Anna Martins. São Paulo: Brasiliense, 2005.142 p.

GALLO, Silvio. Deleuze e a Educação. 2. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2008. 104 p.

GROS, Frédéric. Situação do curso. In: FOUCAULT, M. A hermenêutica do sujeito. 3. ed. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2010, p.457 - 493.

FOUCAULT, Michel. Vigiar e Punir: nascimento da prisão. Tradução de Raquel Ramalhete. 36 ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2009. 291 p.

FOUCAULT, Michel. É inútil revoltar-se?. In: MOTTA, Manuel Barros da (org.). Ditos e escritos V: Ética, Sexualidade, Política. Tradução de: Elisa Monteiro; Inês Autran Dourado Barbosa. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2004. pp. 77-81.

FOUCAULT, Michel. História da Sexualidade 3: o cuidado de si. 8 ed. Tradução de Maria Thereza da Costa Albuquerque. Rio de Janeiro: Edições Graal, 2005. 246 p.

FOUCAULT, Michel. História da Sexualidade 1: a vontade de saber. 17 ed. Tradução de Maria Thereza da Costa Albuquerque e J. A. Guilhon Albuquerque. Rio de Janeiro, Edições Graal, 2006. 176 p.

FOUCAULT, Michel. A hermenêutica do sujeito. 3 ed. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2010. 506 p.

FOUCAULT, Michel. História da Sexualidade 2: o uso dos prazeres. 12 ed. Tradução de Maria Thereza da Costa Albuquerque. Rio de Janeiro: Edições Graal, 2007. 232 p.

LINS, Daniel. A escrita rizomática. In: Revista Literária Polichinello, n° 10. Por uma escrita rizomática, 2009.

REVEL, Judith. Michel Foucault: conceitos essenciais. Tradução de Carlos Piovezani Filho e Nilton Milanez. São Carlos: Claraluz, 2005.

ROLNIK, Suely. Cartografia Sentimental, Transformações contemporâneas do desejo. São Paulo: Editora Estação Liberdade, 1989. Disponível em http://www.pucsp.br/nucleodesubjetividade/Textos/SUELY/pensarvibratil.pdf>. Acesso em: 18 fev. 2014.

SILVA, Michela Tuchapesk. A Educação Matemática e o cuidado de si: possibilidades foucaultianas. 2014. 192f. Tese (Doutorado em Educação Matemática) - Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista, Rio Claro, 2014.

SOUZA, Antonio Carlos; SILVA, Michela Tuchapesk. Do conceito à prática da autonomia do professor de Matemática. Bolema, Rio Claro (SP), v. 29, n. 53, p. 1309-1328, dez. 2015

TAMAYO, Carolina; MENDES, Jaqueline. Aspectos: o problema na matemática escolar e o dilema como acontecimento. Em revista Alexandria. v. 11, n. 3. 2018.

TAMAYO-OSORIO, Carolina. Vení, vamos hamacar el mundo, hasta que te asustes: uma terapia do desejo de escolarização moderna. (Tese de doutorado). Universidade Estadual de Campinas, São Paulo. 2017.

WITTGENSTEIN, Ludwig. Philosophische Untersuchungen/Philosophical Investigations. Translated by Gertrude E.M. Anscombe, Peter M.S. Hacker, and Joachim Schulte. —Rev. 4th ed./by P.M.S. Hacker and Joachim Schulte.UK: Wiley-Blackwell Publishing Ltd., 2009.

Publicado
2020-05-01
Métricas
  • Visualizações do Artigo 74
  • PDF Downloads 74
Como Citar
TAMAYO, C.; DA SILVA, M. T. (Re)existências para escolas outras. REMATEC, v. 15, n. 33, p. 112-128, 1 maio 2020.
Seção
Artigos Científicos