Ir para o menu de navegação principal Ir para o conteúdo principal Ir pro rodapé

Artigos Científicos

v. 16 (2021): Fluxo Contínuo

Revisita ao desenvolvimento dos números decimais: Dos Árabes, Egípcios e Babilônios à Simon Stevin


Publicado
February 2, 2021

Resumo

Com o tempo, o ser humano teve a necessidade de contabilizar e, conforme desenvolvimento humano, aperfeiçoar os instrumentos para realizar essa contabilidade. Atualmente, há ampla utilização dos números racionais não inteiros representados em forma decimal, mas chegar à esse nível houve vários momentos de desenvolvimento na representação numérica. Diante disso, surge a questão norteadora da pesquisa: Como foi o processo de desenvolvimento da escrita dos números para que se chegasse ao modelo de notação e de operações atual? No intuito de responder à essa questão, o objetivo desse trabalho foi o de traçar um panorama quanto ao desenvolvimento dos números decimais desde civilizações mais antigas como árabes, egípcios e babilônio até o belga Simon Stevin, autor de De Thiende. Para tanto, foram realizados levantamentos em livros, artigos científicos, dissertações e teses que realizaram estudos sobre a História da Matemática. Assim foi observado que uma reconstrução do processo de desenvolvimento de algumas formas da escrita numérica, das frações decimais e, posteriormente, dos números decimais. Também é indicada a contribuição da notação dos números decimais para o desenvolvimento dos números irracionais algébricos e, posteriormente, os irracionais transcendentes.

Referências

ABDELJAOUAD, Mahdi. Vers une epistemologie des decimaux. In: JEAN-LOUIS, Ovaert; DANIEL, Reisz (Org.). Fragments d'histoire des mathématiques. Paris: Association des Professeurs de Mathématiques de l'Enseignement Public (APMEP), 1981. Cap. 2, p. 69-97. (Collection: Publication de l'APMEP - Num. 041).

AIRES, Aparecido. Simom Stevin e a representação dos números não inteiros. In: COLÓQUIO INTERNACIONAL EDUCAÇÃO E CONTEMPORANEIDADE, 4, 2010, Aracaju. Anais... Aracaju: UFS, 2010. p. 1-8. Disponível em: http://educonse.com.br/2010/eixo_06/E6-08.pdf. Acesso em: 15 jan. 2018.

BOYER, Carl B. História da matemática. 2ª. ed. [S.l.]: Editora Edgard Blücher, 2012.

BRITO, Arlete de Jesus; SCHUBRING, Gert. Varenius e o conhecimento matemático do século XVII. Ciência & Ecucação (Bauru), São Paulo, v. 15, n. 1, p. 139-153, 2009. Disponível em: http://www.redalyc.org/pdf/2510/251019502009.pdf. Acesso em: 20 jan. 2018.

CAJORI, Florian. A history of mathematcal notations. Chicago: Open Court Pub, v. 1, 1928.

ESTRADA, Maria Fernanda et al. História da Matemática. Lisboa: Universidade Aberta, 2000.

EVES, Howard Whitley. Introdução à história da matemática. Tradução de Hygino H. Domingues. Campinas - SP: Editora da UNICAMP, 2004.

GUNDLACH, Bernard H. História dos números e numerais. Tradução de Hygino H. Domingues. São Paulo: Atual, v. 1, 1992.

IFRAH, Georges. Os números: a história de uma grande invenção. Tradução de Stella Maria de Freitas Senra. 11ª. ed. São Paulo: Globo, 2005.

KLINE, Morris. El pensamiento matemático de la Antigüedad a nuestros días. Tradução de Mariano Martínez, Juan Tarrés e Alfonso Casal. Madrid: Alianza Editorial, v. 1, 1992.

MAOR, Eli. e: A história de um número. Tradução de Jorge Calife. Rio de Janeiro – RJ: Editora Record, 2008.

MENDES, Iran Abreu; PIRES, Lucas Silva. Conteúdos de matemática do ensino médio nos livros de minicursos da SBHMat (2001-2017). REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, v. 8, n. 3, p. 533-552, 2020. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/reamec/article/view/10712. Acesso em: 19 set. 2020.

MENDES, lran Abreu. Números: o simbólico e o racional na história. Natal: Editorial Flecha do Tempo, 2005.
MOREY, Bernadete; GOMES, Severino Carlos. Matemática mesopotâmica: história para o professor de matemática. REMATEC, v. 13, n. 27, p. 06-23, 2018. Disponível em: http://www.rematec.net.br/index.php/rematec/article/view/120. Acesso em: 21 jul. 2020.

OLIVEIRA, Francisco Wagner Soares et al. Aproximação da história da matemática presente nos livros didáticos com a escrita historiográfica tradicional e atualizada. Revista Prática Docente, v. 3, n. 2, p. 406-417, 2018. Disponível em: http://periodicos.cfs.ifmt.edu.br/periodicos/index.php/rpd/article/view/236. Acesso em: 18 jun. 2020.

OLIVEIRA, Rosalba Lopes de. Experiências de utilização de artefatos históricos em atividades de ensino. Boletim Cearense de Educação e História da Matemática, Fortaleza, v. 4, n. 11, p. 71-80, 2017. Disponível em: http://seer.uece.br/?journal=BOCEHM&page=article&op=view&path%5B%5D=2627. Acesso em: 20 jan. 2017.

PASTOR, J. Rey; BALBINI, José. Historia de la Matemática, del renacimiento a la actualidad. Barcelona: Gedisa, v. 1, 1985.

PIRES, Lucas Silva. História para o ensino de sistema de numeração decimal em teses e dissertações (1990-2018). REMATEC, v. 32, n. 2019, p. 193-211, 2014. Disponível em: http://www.rematec.net.br/index.php/rematec/article/view/212. Acesso em: 21 jul. 2020.

PIRES, Lucas Silva; MENDES, Iran Abreu. História da matemática do ensino fundamental nos livros de minicursos da SBHMat (2001-2017). Revista Prática Docente, v. 5, n. 1, p. 28-44, 2020. Disponível em: http://periodicos.cfs.ifmt.edu.br/periodicos/index.php/rpd/article/view/575. Acesso em: 21 jul. 2020.

RHEA, Vanessa Cristina; BIFF, Lorena Carolina Rosa; TRIVIZOLI, Lucieli M. Uso da história da matemática: preparação, deslizes e reformulação de uma proposta sobre números inteiros. REMATEC, v. 11, n. 22, p. 121-138, 2016. Disponível em: http://www.rematec.net.br/index.php/rematec/article/view/74. Acesso em: 25 jan. 2020.

RÍBNIKOV, Konstantin. Historia de las matemáticas. Tradução de Concepción Valdés Castro. Moscú: Editorial Mir, 1987.

ROQUE, Tatiana. História da matemática: uma visão crítica, desfazendo mitos e lendas. Rio de Janeiro: Zahar, 2012.

ROQUE, Tatiana; CARVALHO, João Bosco Pitombeira. Tópicos de história da matemática. Rio de Janeiro: SBM, 2012.

SILVA, Maria José Ferreira da. Sobre a introdução do conceito de número fracionário. 1997. 243 f. São Paulo: Dissertação (Mestrado em Ensino de Matemática) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 1997. Disponível em: https://sapientia.pucsp.br/bitstream/handle/11516/2/Maria%20Jose%20Ferreira%20da%20Silva.pdf. Acesso em: 16 jan. 2017.

SOUSA, Jeyze Santos de; PEREIRA, Ana Carolina Costa; SILVA, Isabelle Coelho da. Uma proposta envolvendo atividades históricas investigativas a partir da revista Al-Karismi, de Malba Tahan: estudando quadrados mágicos. Revista Prática Docente, v. 4, n. 2, p. 482-498, 2019. Disponível em: http://periodicos.cfs.ifmt.edu.br/periodicos/index.php/rpd/article/view/551. Acesso em: 21 jul. 2020.

STEVIN, Simon. De Thiende. Leyden: Chriftoffel Plantijn, 1585. Disponível em: http://www.dbnl.org/tekst/stev001thie01_01/stev001thie01_01_scans.pdf. Acesso em: 20 jan. 2018.

STEWART, Ian. Historia de las Matematicas: en los últimos 10.000 años. Barcelona: Crítica, 2008.

STEWART, Ian. Uma história da simetria na matemática. Tradução de Cláudio Carina. Rio de Janeiro: Zahar, 2012.